Organizações investem menos em cibersegurança

38% das organizações da Europe, Middle East and Africa (EMEA) tiveram perdas financeiras relacionadas com segurança informática nos últimos dois anos. Ainda assim, apenas 15% das possíveis perdas de informação de ativos são cobertas por seguros, afirma um relatório elaborado pela Aon/Ponemon Institute.

tek segurança privacidade

Segundo o EMEA Cyber Risk Tranfer Comparison 2017, a maioria das organizações gasta muito mais em seguros de incêndio, por exemplo, do que em seguros relacionados com cibersegurança, mesmo quando 65% das organizações acreditam que o risco de ataques cibernéticos vai aumentar nos próximos anos. No caso dos orçamentos, para proteger Património e Equipamentos, o investimento chega a ser quatro vezes superior.

Nos últimos dois anos, as perdas financeiras relacionadas com cibersegurança chegam aos 3,3 milhões de dólares por organização e foram sentidas por 38% das organizações da EMEA. Contudo, apenas 15% das potenciais perdas de informação estão cobertas por seguro. No caso dos ativos físicos, a cobertura é de 60%.

Apesar destes dados, as companhias de seguros estão a verificar uma subida na procura de cobertura para riscos de cibersegurança com a implementação do Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) a aproximar-se – o regulamento entra em vigor a 25 de maio de 2018.

in Sapo Tek